Bem Vindo ao portal da EBDC Área 1 Lubango

Estamos trabalhando no nome de Jesus Cristo, afim de que as crianças encontrem consolo Nele. Ajude-nos nesse ministério


Graça e Paz

domingo, 26 de setembro de 2010

PASSOS PARA PREPARAÇÃO DE UMA LIÇÃO BÍBLICA COM IMPACTO PARA CRIANÇAS



Queremos aqui lembrar que, qualquer História bíblica contém uma lição bíblica. E o papel do professor evangelista de crianças não é apenas contar a história, mas sim dar uma lição bíblica a partir da história bíblica.
1ºLeitura, oração e Meditação
Este é o primeiro passo. Professor, ore por você, sua classe e seus alunos. Peça uma sabedoria especial a Deus para comunicar sua palavra. A seguir, leia o texto bíblico cuidadosamente, para que ensine fielmente o que a Bíblia diz. Enquanto lê, faça perguntas ao texto como:
a. Quem está envolvido nesta história?
b. Como era aquela pessoa? E o que fez?
c. Qual é o problema desta história?
d. Que lições tira-se do problema?
e. O que esta lição ensina sobre Deus? Isso é muito importante, pois, quanto mais a criança aprender sobre Deus, desejarão mais viver para Ele.
f. Medite: o que Deus quer me ensinar nesta lição? Deixe Deus falar com você primeiro.
g. Ao ministrar esta lição, que versos posso ler para as crianças, directamente da Bíblia?
h. Como esta lição vai dar continuidade ao que já ensinei anteriormente?

2ºPlaneja evangelizar os alunos não salvos
As crianças não salvas da classe precisam ouvir a mensagem da salvação e ter uma oportunidade de receber a Cristo como Salvador.
Pensando nisso, ao ministrar a sua lição, procure, em alguns momentos, aplicar a mensagem da salvação. Pergunte-se; no relato da lição onde há um bom momento para apresentar um atributo de Deus (Amor, Eterno, Omnisciente, Omnipresente, Santo, ….)? Onde, ainda, você poderá mostrar a criança a sua necessidade de um Salvador? Qual seria a melhor oportunidade para apresentar a obra de Cristo e levar a criança a aceitar o Salvador?

3ºPlaneje dar alimento a criança Salva
A criança convertida precisa ser desafiada a viver para Deus. O salvo deve aprender a fazer, ser e falar o que é certo. (Jo. 13:17)
Planeja o ensino de acordo com a necessidade dos alunos. As necessidades são reveladas através da conduta das crianças. Ao seleccionar o ensino tenha em mente: é melhor ensinar claramente uma só verdade, do que tentar vinte pontos e que a seguir elas não se lembrem.

4ºFaça um esboço para seguir
Depois de estudar e ter em mente os factos e lições espirituais, faça um esboço. O esboço é um plano de aula, que poderá ser escrito num pedaço de papel pequeno, para ser posto dentro da Bíblia. O esboço ajuda o professor a seguir uma ordem lógica e da segurança ao ministrar sua lição. Se eventualmente, o professor se perder, poderá receber direcção no esboço e seguir adiante.
O esboço pode ser dividido em 4 partes:

1) Introdução ou Começo – parte da lição entre o que é conhecido e o que queremos que a criança aprenda. Deve ser breve atraente e envolvente. Use técnicas: perguntas, frases, objectos, estorias, etc.
2) Andamento, Progresso dos Eventos, ou Desenvolvimento (Corpo da História): Aliste os eventos da História em ordem, de acordo com a passagem bíblica. A sucessão ou sequência dos eventos deve progredir logicamente para chegar ao clímax. Omita detalhes não essenciais e descrições complicadas.
3) Clímax: é uma declaração definitiva. É o ponto alto da acção e de suspense, geralmente é onde o problema ou conflito é resolvido.
4) Conclusão: finalização da - faça apelo para a criança não salva, seguindo os passos anteriormente referidos, e desafie a criança salva a viver para Cristo, porém tendo sempre em conta o objecto da lição em causa, evitando assim manipular a lição para esses interesses.

5ºPrepare os Visuais Com Antecedência
Para maior compreensão da lição, adquira visuais. Na medida do possível, varie semanalmente, seus visuais: flanelógrafo, cartazes, marionetas, objectos ou faça você os seus visuais. Aplique criatividade.

6ºTreine a Voz
´´ eu tenho novidade para vocês `` - diga esta frase quatro vezes. Primeiro como se estivesse triste, depois aborrecido, depois entusiasmado. Veja como a emoção e a forma como dizemos as coisas mudam o significado. Quando estamos felizes ou entusiasmados, falamos mas rápido. Quando estamos tristes ou desanimados nossa voz é mais lenta e suave.
TREINA A LIÇÃO: aproprie-se de tudo o que já tem; Esboço, Visuais, …, e vá para um lugar a parte e treine sua lição do princípio até ao fim em voz alta.
o Mas não precisa decorar a lição. Deixa o Espírito Santo operar.
o Refira-se sempre a Bíblia - ´´ a Bíblia diz… ``
o Use sabedoria na linguagem. Tome cuidado com o calão ou os vícios de linguagem.
o ACIMA DE TUDO – submeta tudo a Deus.

APRESENTANDO A HISTÓRIA BÍBLICA
COMO PRENDER A ATENÇÃO DA CRIANÇA?
v Transporte-se você mesmo para o momento histórico onde se passa a história de tal maneira que você consiga viver os personagens.
v Altere a entoação da voz para distinguir as cenas alegres, tristes, dramáticas, etc.
v Movimente-se na sala.
v Crie suspense nos momentos de emoção, medo, etc.
v Provoque participação da turma através de perguntas, dramatização, etc.

DISCIPULANDO A CRIANÇA
Maior parte das igrejas hoje preocupam-se mais em evangelizar e sem se importar tanto em discipular o fruto da evangelização, como que dissessem; ´´ o Espírito é quem cuida dos frutos sem precisar de nossa acção ``, esquecendo-se que como Deus usa homens para alcançar almas também usa para discipular. Semelhante a pais que preocupam-se mais em nascer filhos sem se importar tanto em cuida-los (alimenta-lo, educa-lo…). Podes imaginar quais tem sido as consequências! Querendo evitar este mal abaixo vem algumas orientações para o discipulamento da criança:
O ideal é que se tenha um número reduzido por discipular. O discipulamento e um processo longo no qual o fundamental é:

1-ORAÇAO,ORAÇAO, ORAÇAO: ore para os seus discípulos em colectivo e em particular e para ti mesmo de modo a seres um instrumento perfeito nas mãos de Deus neste trabalho. Orar é a base do discipulamento, sem oração não é impossível discipular. A oração é o fundamento do discipulamento.

2-VISITE-OS: Deves ter tempo para ir várias vezes em suas casas, mas tenha cuidado de não seres para acriança como um chato por lhe incomodares bastante. Nestas visitas, deves orar com a criança, conversar com ela sobre coisas que lhe interessam sobre tudo saberes acerca da nova vida da criança, procure ser amigo dela. Medite com ela, mas, o mais importante é ensina-la a meditar sozinha e a orar. É melhor que nos primeiros encontros com a criança, ensine-a por meio bases bíblicas, sobre:
a. O valor o da oração e como orar.
b. O valor da meditação e como meditar.
c. Confiar (fé) e depender de Deus.
d. O valor de participar activamente na igreja.
e. Confessar.

3.CARTINHAS, MESSAGENS, TELEFONEMAS: a exemplo de Paulo o apóstolo, é muito bom escrever cartas de encorajamento, correcção, orientação para os teus filinhos na fé. Diferentemente ao tempo de Paulo, hoje tens a possibilidade de enviares mensagens telefónicas, enviar mensagens por correio electrónico, ou ainda telefonares, para atingir os mesmos objectivos que Paulo atingiu.

Acima de tudo ore, ore, ore e ore…, por ti, por elas e com elas.

2 comentários:

  1. Graça e paz, sempre!

    Passei por aqui para conhecer seu blog.
    Estou seguindo.
    Ficaria muito feliz em me visitar.
    Se quiser me seguir também será um prazer.

    Abraço em Cristo,

    Sandro
    http://oreinoemnos.blogspot.com/
    Te espero lá.

    ResponderEliminar
  2. Olá meus queridos irmãos. Paz e graça de Jesus.
    Parabéns pelo blog muito edificante. Eu acredito que; crescemos quando lemos, quando partilhamos.
    Aprendendo uns com os outros, crescemos na graça e conhecimento da Palavra.
    Aproveito a oportunidade para partilhar também meu blog. Contém ensinos, de crescimento, edificação e exortação, muitos poemas e algumas músicas tudo dentro do carisma evangélico.
    Ficarei feliz por vossa visita e muito mais ainda se nos seguir.
    Que Deus continue a abençoar-vos ricamente. António Batalha.

    ResponderEliminar